JAIR BOLSONARO (BRASIL) X LOPEZ OBRADOR (MÉXICO):
A COMPARAÇÃO INEVITÁVEL

A grande imprensa praticou um condenável silêncio em relação à eleição presidencial do México que ocorreu quase simultaneamente com a do Brasil. Os dados abaixo apresentados confirmam a criminosa omissão concernente ao maior país de língua espanhola do mundo e 2ª maior economia da América Latina.

O CANDIDATO
JAIR MESSIAS BOLSONARO
(BRASIL)
ANDRES MANUEL LOPEZ OBRADOR (MÉXICO)

30 anos como deputado, sem qualquer beneficio para o Brasil. Mais de 100 parentes empregados na política.

Ex-prefeito da capital do México, tendo saído com um altíssimo nível de aprovação. Ganhou uma eleição presidencial em 2006, mas sofreu fraude eleitoral. Sem nenhum parente na política.

Defensor extremado dos ricos, da direita.

Primeiro presidente de esquerda dos últimos 90 anos. Lema de campanha: “Para o bem de todos, primeiro os pobres”

Destruidor de direitos dos índios (e fortes preconceitos contra negros, mulheres, LGBTs).

Primeiro presidente, desde a descoberta da América, a receber, no dia de sua posse, dos representantes dos 30 povos indígenas do México, o Bastão de Comando.

Ganhou a eleição em 2º turno, mas fugindo de qualquer debate com o outro candidato.

A eleição no México é em um só turno, mas participou de todos os debates, tendo ganho mais votos que todos os outros candidatos juntos.

O GOVERNANTE
JAIR MESSIAS BOLSONARO
(BRASIL)
ANDRES MANUEL LOPEZ OBRADOR (MÉXICO)

Por nunca haver governado e sem um bom partido para orientá-lo, compôs um governo com pessoas inexperientes ou com sérios indícios de corrupção.

Compôs um governo com pessoas reconhecidamente capacitadas, sem indícios de corrupção. (Primeiro Resultado: reduziu em 95% o roubo de combustível dos oleodutos da Pemex, a Petrobras deles, principal fonte de receita nacional).

Começou o governo afugentando milhares de médicos cubanos do Programa Mais Médicos, prejudicando a saúde de populações carentes.

Aproveitou no México médicos afugentados por Bolsonaro.

Eleito com a simpatia dos capitalistas por defender o neoliberalismo, as privatizações.

Prometeu privatizar campos de petróleo e refinarias da Petrobras.

Eleito contra a vontade dos capitalistas do México (incluindo um dos 5 mais ricos do mundo, dono da Claro, Embratel, Nextel, Net), proclamou o fim do neo-liberalismo  no México. Fortaleceu a Pemex e está construindo mais uma refinaria. A estatal de telecomunicações agora está levando internet banda larga gratuita a todo o País.

Quer reformar a previdência mantendo os privilégios de minorias (inclusive os dele, que se aposentou com 15 anos de serviço). Nada fez para abolir os privilégios e mordomias criados para os deputados e senadores pela Ditadura (por ele adorada) e que ele próprio usufruiu com seus filhos durante décadas.

Reduziu o próprio salário para 60% do salário do presidente anterior, o limite máximo para todos os funcionários do governo. Aumentou os salários dos que ganham menos. Aboliu a guarda pessoal de todos os funcionários do governo, inclusive dele, bem como as pensões vitalícias para presidentes da república.

Viajou para participar da Reunião do G20, levando enorme comitiva (inclusive um sargento apoiador de sua eleição com 39 kg de cocaína).

Proibiu as viagens desnecessárias por qualquer funcionário do governo. Está leiloando o avião presidencial. Por exemplo, não viajou para participar da Reunião do G20.

Segundo declarou o general Santos Cruz, seu ex-ministro, à revista Época, “o governo Bolsonaro é um Show de Besteiras”.

Todas as manhãs presta contas à população, em um programa de televisão que se tornou o programa de maior audiência do México.

Apoiou o plano de Trump de invadir a Venezuela, em desrespeito à tradição brasileira.

Em todos os fóruns em que o governo do México participou, vetou a absurda ideia, respeitando a autodeterminação dos povos.

Contrariamente ao seu ídolo norte-americano, Donald Trump, que defende ferozmente as empresas e os empregos do seu país, destrói empresas e empregos dos brasileiros.

Criou um programa de treinamento para inclusão de jovens no mercado, concedendo bolsas, incluindo mais de 735.000 jovens em mais de 141.000 centros de trabalho, com a previsão de incluir 1.000.000 já neste ano.

APÓS 9 MESES DE GOVERNO, SEU ÍNDICE DE APROVAÇÃO É DE 31%.

APÓS 10 MESES DE GOVERNO, SEU ÍNDICE DE APROVAÇÃO SUPERA 60%.

DEMOCRACIA = DIREITOS IGUAIS PARA TODOS + PRIVILÉGIOS PARA NINGUÉM

Núcleo do PT de Vila Buarque
R. Teodoro Baima 28 - s/17 - CEP 01220-040 - S.P.
Tel. 3257-5684  -  e-mail: contato@ptvilabuarque.com.br